Alma de Porcelana é uma troca de experiências. Das minhas porcelanas marcadas de vida para tantas porcelanas que tentam não apagar sua memória. Trago aqui histórias que vivi, e outras que recebi de almas de porcelana sempre prontas para serem ouvidas... Entre uma xícara e outra vamos trocando chás e histórias!!!

 

UM SEGUNDO APENAS...

tempo-heder.jpg

Queria um segundo com minhas porcelanas hoje...

Um segundo de reconhecimento, um segundo de aconchego na cristaleira de minhas memórias. Tem dias que um segundo faz tanta diferença... quanta eternidade no espaço de um segundo. Um suspiro profundo de entrega, de paz, de fé... Um suspiro, um segundo, apenas um...

Leia mais...

 

 

CANEQUINHA...

CANECA ESMALTADA.jpg

 

Hoje o dia está realmente lindo. Sol brilhando... adoro cheiro de sol. Me faz lembrar coisas boas sempre... A claridade, o calor, o brilho dos raios do sol refletido em qualquer caquinho de vidro no chão... tudo fica lindo sob o sol. Acho que essa é a melhor definição que consigo ter da paixão... Acordar num dia ensolarado e ver tudo sob as cores e luzes do sol. Nada fica feio, nada fica triste, nada sem cor ou sem luz.

Leia mais...

ACEITA UM CHÁ?

cup-829527_1280.jpg

Foi com essa pergunta simples que conheci, muitos anos atrás, uma pessoa incrível. Uma senhora cuja sabedoria se abrigava entre seus lindos cabelos brancos. Pequenina, aparentemente frágil, mas com força de sentimentos e opiniões formados pela experiência.

Minha resposta... Aceito sim, mas posso escolher a xícara?

Leia mais...

 

ESPAÇO VAZIO...

1487851733-grife-de-echarpes-cria-linha-inspirada-em-borboletas-e-faz-sucesso-2573134554.jpg

Qual a dimensão das coisas na minha vida?

Quando digo coisas me refiro a objetos mesmo, aqueles que se deixam tocar pelas minhas mãos curiosas. Casa, carro, roupas, sapatos (adoro sapatos), um brinco novo... coisas. Vivo sem elas? Com certeza sim, mas não quero! Todos temos objetos dos quais não abrimos mão. Não nascemos com eles, mas colecionamos objetos ao longo da vida.

Leia mais...

GRAPETE...

a12119_grapette_01.png

 

Eu era pequena, bem pequena. Não sei ao certo a idade, mas lembro como se fosse ontem. Meus  avós moravam numa casa de madeira verde, no bairro Partenon,  em Porto Alegre. Lembro do cheiro da casa... Incrível  como certas lembranças ficam impregnadas em nós.

Leia mais...

 

 

 

CHA COM FRESCURINHAS...

Mas as datas das minhas escolhas... estas datas eu celebro porque eu dotei de sentido. São as datas dos meus vários renascimentos, das várias mudanças de rumo que minha vida deu e das quais emergiram várias outras es.png

A percepção do tempo é um fenômeno estranho. Totalmente subjetivo. Faz com que um número que fraciona minha vida tenha um significado completamente diferente. E datas ganham significados também subjetivos. Qual é o dia do seu aniversário? O dia que você nasceu ou o dia em que você renasceu? 

Leia mais